#saopaulindas2anos – Exclusivamente no mês do especial de aniversário das São Paulindas, estamos publicando algumas matéria sobre grandes jogadores, atletas e personalidades que já passaram por aqui. Por Naty – Fevereiro de 2011

Olá, queridos tricolores.
Depois de uma semana fora do ar, por motivos particulares, estou de volta!!!
Hoje, dando continuidade ao “Saiba Mais”, vamos conhecer um pouco mais sobre a vida daquele que fez parte da historia recente do São Paulo e traz saudades a muitos tricolores e se ele estivesse vivo, faria aniversário amanhã.
Hoje falaremos de Marcelo Portugal Gouvêa.
Marcelo Portugal Gouvêa nasceu em São Paulo, em 02 de março de 1938, foi advogado e presidente do Maior do Mundo por dois mandatos.
Torcedor desde criança, sua historia dentro do clube começou na década de 60, quando entrou para o quadro de sócios. Pouco tempo depois, foi eleito membro do Conselho Deliberativo e, a partir disto, começou a fazer sua historia no time. Teve papel fundamental na primeira gestão de Juvenal Juvencio, em 1988 (bons tempos, não acham?): foi diretor de futebol, jurídico e administrativo e intermediou, junto a Prefeitura de São Paulo, a cessão do terreno onde é o CT da Barra Funda. Na década de 90, tornou-se sócio vitalício e anos após, sócio benemérito.
Sua primeira eleição para a presidência foi em 2002, vencendo Paulo Amaral por apenas 2 votos de diferença. Neste mandato, ele trouxe novo técnico e ótimos jogadores, como Ricardinho mas, infelizmente, não foi o bastante para ganharmos o Paulista em 2002. Em contra partida, nos classificamos para a Libertadores no final de 2003, ano em que ele contratou o então desconhecido Diego Lugano.
Devido a ausência de títulos na primeira gestão, em 2004, na campanha de reeleição, ele se viu quase sem chances de vencer Paulo Amaral com a ida de Marcio Aranha, um de seus principais articuladores em 2002, para o lado opositor. Por medo de ver parte de seu trabalho se desfazer, renovou o contrato de Rogério Ceni, consolidando mais ainda o nome do goleiro no São Paulo, como relata Vitor Birner nesta coluna. Quando foi reeleito, Portugal Gouvêa, viu o São Paulo ser desclassificado da Libertadores e, rapidamente, trouxe Emerson Leão e diversos reforços para o time. Ao final deste ano, o São Paulo se classificou para a Libertadores.

O ano de 2005 foi, sem dúvida, o ano do presidente: o time foi campeão Paulista, da Libertadores e do Mundial Interclubes (mesmo com a saída, ao meu ver, ingrata, de Leão do comando do Tricolor – sim, eu peguei raiva dele depois disso). Graças a este feito, ele conseguiu fazer seu sucessor, Juvenal Juvencio, que foi eleito em abril de 2006.
Em sua gestão, inaugurou o CFA – Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia e o Reffis, estes referências para a formação de novos atletas e recuperação de jogadores lesionados.
Fora do Morumbi, era sócio de Carlos Eduardo Moreira Ferreira, ex-presidente da FIESP, em um escritório de advocacia.

Morreu em 29 de novembro de 2008, de complicações após uma cirurgia de ponte de safena. Os jogadores do São Paulo atuaram contra o Fluminense com uma tarja preta no braço, em memória ao ex-presidente. O São Paulo conquistou o título Brasileiro no domingo seguinte e o capitão Rogério Ceni dedicou a conquista ao falecido dirigente: “Seria muito injusto que ele visse o título daqui. O céu é o lugar certo para uma pessoa como ele festejar.”
Histórico de Marcelo Portugal Gouvêa no São Paulo.

  • Sócio número 340 – desde 05/08/66
  • Conselheiro eleito em 25/04/1970 – 30/04/80
  • Conselheiro eleito em 03/11/1981 – 30/04/88
  • Diretor Administrativo – 22/04/84 até 30/04/88
  • Membro da comissão de reforma estatutária entre 06/05/86 e 30/04/1990
  • Membro da comissão de sindicância entre 09/06/87 e 16/05/89
  • Diretor de Futebol entre 05/05/88 e 30/04/1990
  • Conselheiro eleito entre 07/04/1990 e 30/04/94
  • Membro da comissão de adaptação ao estatuto entre 21/05/96 a 30/04/98
  • Conselheiro Vitalício – 13/03/96
  • Membro da comissão de emendas ao estatuto – 30/02/96 a 30/04/98
  • Membro do conselho consultivo – 27/01/99 a 30/01/2004
  • Membro do conselho fiscal – 29/04/00 a 19/04/02
  • Presidente da diretoria executiva – 20/04/2002 a 30/04/04
  • Reeleito presidente da diretoria executiva – 30/04/04 a 16/04/06
  • Diretor de planejamento e desenvolvimento- 16/05/08

Por tudo que Marcelo Portugal Gouvêa representa para o São Paulo, fica aqui no São Paulindas nosso sincero “muito obrigado.” Que ele olhe pelo Soberano onde quer que esteja.
Uma apaixonada pelo São Paulo e pelo futebol. Sigam no twitter: @natyolanda e @spfc1935