Boa noite, Tricolores!

Êta, joguinho tenso hoje, hein? Já começou com mais de uma hora de atraso por conta da chuva forte que castigou o Morumbi e a cidade de São Paulo. Para se ter uma idéia, teve torcedor nadando nas arquibancadas do estádio (veja foto)! Pensou-se em adiar o jogo, mas graças ao fantástico sistema de drenagem do Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o jogo pode ocorrer e, acreditem, a bola rolou tranquilamente no gramado do Morumba! E isso porque o Morumbi não presta para Copa, hein?!

O jogo começou tenso, com muitas faltas cometidas por ambas as equipes. No que diz respeito ao futebol propriamente dito, o Palmeiras começou um pouco melhor, partindo mais para cima do Tricolor, que se defendia e contra-atacava. Logo no início, Valdívia agrediu Miranda e o juizão poupou o vermelho que lhe era merecido. Minutos depois não poupou o próprio Miranda, que fez falta no mesmo picareta, e por isso levou o amarelo.

Passados os primeiros minutos, o São Paulo Passou a jogar melhor. A primeira chance clara de gol foi com Dagoberto, numa cobrança de falta, aos 17 minutos, quando Deola fez boa defesa. Aos 25, Fernandinho abriu o placar num chute cruzado no ângulo esquerdo do goleiro suíno, após boa arrancada pela lateral. Segundos após o gol, houve uma pane elétrica no Morumbi. Como se não bastasse o atraso no início do jogo, ainda teve mais essa! Os refletores se apagaram e o jogo demorou mais quinze minutos para retornar. Não, o jogo não foi no Canindé, também conhecido como “Ilha de Lost” do futebol paulista, foi no Morumbi mesmo, gente!

Recomeçada a partida, Casemiro cabeceou para o gol num cruzamento de Lucas e Deola fez uma boa defesa aos 49 minutos.

No segundo tempo, como sempre costuma acontecer quando o Tricolor está na frente, o time recuou um pouco. Para piorar, aos 12 minutos, o São Paulo passou a jogar com um homem a menos. Alex Silva foi expulso por empurrar Adriano após cometer uma falta no jogador.

Jogando com dez, o time teve que se segurar. Aos 28 minutos, Carpa tirou Fernandinho para a entrada de Xandão, na tentativa de recompor a zaga. Alguns minutos mais tarde, Carpegiani voltou a mexer bem no time, tirou Lucas (que hoje esteve bem apagado) e colocou Rivaldo e também trocou Dagoberto (que jogou muito bem hoje e saiu bem cansado) por Willian José.

Rogério fez várias defesaças nesta segunda etapa, em chutes de Tinga e de Valdívia, mas a melhor delas foi já no final da partida, num lance de Adriano, que chutou duas vezes e, em ambas as oportunidades, foi parado pelo Mito. Infelizmente, pouco tempo depois, Rogério não conseguiu parar o mesmo Adriano que, lançado por Kléber, chutou para empatar a partida aos 38 minutos.

Com o empate, o Palmeiras passou a ir para cima do Tricolor, tentando a virada, mas não houve tempo para mais nenhuma mudança no placar.

Saímos do Morumbi com apenas um pontinho na nossa conta, mas o futebol mostrado pela equipe foi melhor do que o apresentado em muitas oportunidades anteriores, nas quais o Sampa até levou os três pontos mas não convenceu. Acredito que se não tivesse havido a expulsão do xerifão Alex Silva, o resultado teria sido bem diferente.

O próximo jogo do Tricolor será no final de semana que vem, contra o São Caetano, no Anacleto Campanella. Vamos torcer para que o time continue apresentando um bom futebol para que possamos brigar pela ponta da tabela.

VAMOS SÃO PAULOOOOOO!

Amanda Amaro – Sãopaulina apaixonada.

No twitter, sigam: @mandyamaro e @spfc1935.
Fotos: Globoesporte.com