Saudações tricolores!
Hoje o SPFC enfrenta o Atlético-GO. O jogo não vale mais absolutamente nada, assim sendo, não há tanto interesse por parte da torcida tricolor na partida. O time deve contar com os garotos Bruno Uvini (zaga), Carleto (lateral esquerda) e Casemiro (volante), além de Lucas.
Final de ano com gosto meio amargo: foi um ano que não conquistamos nada, estivemos com chance de conquistar, mas com a escolha e manutenção das errôneas escolhas de técnicos pífios e jogadores limitados, demos de bandeja a ida à final da Libertadores para o Internacional (sim, porque aquele jogo em Porto Alegre foi vergonhoso por parte do SPFC), ganhamos do Cruzeiro pelo Brasileirão e perdemos para o Corinthians (ou seja, conseguimos ainda ajudar o Corinthians na disputa pelo Brasileirão), continuamos sem ganhar jogos importantes…Enfim, ano pra ser esquecido! Simplesmente esquecido! Mas espero que tenham ficado boas lições, pois 2011 já está chegando e com ele teremos Campeonato Paulista, Copa do Brasil e Sul-Americana, o que significa três competições mata-mata no ano!
Há quanto tempo não ganhamos uma competição mata-mata importante? Ah, sim…Desde 2005. Então, está na hora de voltar a aprender como se joga mata-mata.
Jogar mata-mata é totalmente diferente de jogar campeonato de pontos corridos. Mata-mata tem importância crucial jogar uma boa partida em casa e com um saldo imponente (diferente de pontos corridos que você pode simplesmente ganhar por 1×0 que está bom demais!). Mata-mata são competições curtas, então é importante ter um time muito bem entrosado, ao contrário de pontos corridos no qual elenco se torna fundamental e a equipe pode ir se entrosando à medida que o campeonato evolui.
Mata-mata é mais legal? É mais legal pra competições curtas, com são o Paulista, Copa do Brasil (que na minha opinião deveria também ser jogada por times que disputam a Libertadores!) e Sul-Americana (mesma coisa, times que disputam a Libertadores deveriam jogar a Sul-Americana) e sem estas regras idiotas de ‘times do mesmo país tem que se enfrentar pra não cruzar depois’, que tiram toda a graça de competições internacionais.
Pra mim, Brasileirão é pontos corridos! ‘Ah, mas e a entrega…?’…Ué, puna times e jogadores (e também árbitros se necessário) para que erros grotescos não ocorram(como o penalty pró-Corinthians marcado pelo ilustríssimo Sandro Meira Ricci, que por mais chocante que possa ser, foi indicado para prêmio de melhor árbitro do Brasileirão!!!! Só se for para maior absurdo cometido por um árbitro, melhor lambança, etc) e equipes com atitudes ‘suspeitas’ (como foi o Corinthians contra o Flamengo ano passado) sejam punidas. Agora, como nada aconteceu ano passado, por que haveria de ocorrer neste ano?
Choro corinthiano…Os mesmo que deram risada do jogo pífio contra o Flamengo ano passado (que prejudicou o SPFC), sendo inclusive tema da revista oficial do Corinthians (doce derrota) agora exigem que SPFC e Palmeiras vençam…
Aqui se faz, aqui se paga!
Na minha opinião sincera (e não sou nem um pouco hipócrita nisso!), que o Fluminense ganhe facilmente do Palmeiras hoje (até porque, vamos combinar que o time do Fluminense é bem superior ao palmeirense…) e não comemorei, mas não fiquei nem um pouco triste com a derrota do SPFC para o Fluminense. E duvido que boa parte da torcida do SPFC tenha ficado triste!
Não sou jornalista esportiva (aos que já venham me criticar porque devo ser imparcial…Não, não sou imparcial! E nem tenho que ser aqui!), sou cirurgiã-dentista que escreve às terças e domingo no SPFC1935. Portanto, não vejo problema nenhum em dizer: hoje, que dê Fluminense contra o Palmeiras! E como o Palmeiras vai perder este jogo, aí já é problema para o time alvi-verde…!
Saudações tricolores!
Thaís Cachuté Paradella, 30 anos, são-paulina roxa!!!!