Saudações Tricolores.
Venho aqui compartilhar com todos vocês, depois de um excelente clássico com uma vitória tricolor, meu grande sonho de ter conhecido o CCT do São Paulo. Conto um pouco de minha emoção e alegria, nesse dia tão especial.
Como definir um sonho realizado, depois de anos de espera e uma tentativa? Maravilhoso, inexplicável. Momentos que levarei para vida toda, sem esquecer nenhum segundo.
Saindo de casa, a primeira coisa que olhei foi o tempo. Estava com muito medo que chovesse, e eu não conseguisse de novo chegar ao CT. Mas o dia 29-05-2010 foi meu. O tempo estava lindo!
Chegando à estrada, pude encontrar o Sol. A alegria e ansiedade estavam casa vez maior. Música nos ouvidos, tudo calmo, viagem perfeita. Até que meu irmão me chama, com um sorriso gigante no rosto, e apenas disse assim: ”Está preparada, Ana? Olhe para o lado”. Meu coração disparou. Estávamos no portão do CT!

Olhei no relógio, quase 09h. Chegamos conforme o combinado! E coração a mil por hora. Ansiedade? Nervosismo? Tudo ao mesmo tempo.
Entrando, já tive a sorte grande. Porteiro muito simpático, e logo, dei de cara com muitos torcedores, que assim como eu, também estavam ansiosos. Tudo certinho, já dava para imaginar o que estava por vir.
Deixamos o carro lá dentro, próximo aos dos jogadores. E enquanto estávamos estacionando, os jogadores chegavam.
O treino ia começar somente 10hr. E enquanto isso, ficamos sentados esperando a hora passar. Cada minutinho parecia eterno! Que ansiedade.
Pronto! Entrei exatamente 10hrs. Gramado maravilhoso do campo, um lindo sol e o céu azul.
Assisti ao treino. Passando 20 min, os jogadores vieram tirar fotos com todos nós. O primeiro foi Hernanes, que no mesmo dia em que fui ao CT, completava 25 anos. Pude dar parabéns, pedir autógrafo e com certeza tirar uma foto. Ah, que saudade do nosso profeta!

Depois, conversei com Júnior César, Henrique, Dagol, Léo Lima, Renato Silva, Fernandinho, Cicinho, Fernandão, Xandão, Miranda e também Ricardo Oliveira, que estava no Reffis em tratamento. Todos atenciosos e educados. Uma pena eu não ter falado com Rogério Ceni e Alex Silva, foi uma falta e tanto no meu dia de alegria!

Dei um CD de músicas sertaneja ao Cicinho, que sempre foi um dos meus queridos desde 2005, e com certeza, para a torcida São Paulina também. E em troca, ganhei uma camiseta de treino do mesmo.Guardada até hoje, como um dos melhores presentes de toda minha vida!
Indo embora, encontrei Marco Aurélio Cunha. Não pude deixar de agradecer, tudo que fez por mim. Ele foi o motivo que me levou, a realizar esse sonho. Conversando, eu disse: ” Você não consegue imaginar minha alegria em estar aqui hoje, obrigada por tudo”. Ele me deu um belo sorriso, um abraço forte, e não precisei de mais nada. Estava realizada!

Agradeço primeiramente a Deus, meu pai e meu irmão, que me levaram e compartilharam comigo esse momento tão especial.
Uma São Paulina Fanática! Follow me @anacarolbacci