Saudações tricolores!

Hoje o SPFC encara o Botafogo pela segunda rodada do Brasileirão. O tricolor deve entrar com um time misto, poupando alguns jogadores para o importantíssimo confronto contra o Cruzeiro na quarta-feira pela Libertadores.

Como, para Ricardo Gomes, o time titular ainda não está definido (o que pra mim, está! É o time que jogou na quarta-feira passada contra o Cruzeiro, com Miranda entrando no lugar de Richarlyson), alguns jogadores que já reclamaram por estar na reserva terão chance de jogar, dentre eles Marcelinho Paraíba e Washington.

O tricolor deve entrar em campo com Rogério Ceni; Alex Silva, Renato Silva e André Luis; Wellington, Jean, Cléber Santana, Léo Lima e Jorge Wagner; Washington e Marcelinho Paraíba.

Já pelos lados da estrela solitária, o grande desfalque será Loco Abreu, que já seguiu com a seleção de seu país que disputará a Copa. O talismã/promessa botafoguense Caio deverá entrar em seu lugar.

Curiosidade: o SPFC não perde para o Botafogo no Morumbi pelo Campeonato Brasileiro desde o Brasileirão de 1995, que teve o Botafogo como campeão (final contra o Santos, gol impedido do Túlio…). Se pensarmos em todas as competições, o jejum alvi-negro é de 10 anos, pois a última vitória foi no Torneio Rio-São Paulo de 2000. Está na hora de manter a tradição, tricolor!

Difícil qualquer torcedor são-paulino se empolgar tanto assim com o jogo de hoje, sem pensar no jogo de quarta. O pensamento está na quarta-feira! A vantagem de 2×0 obtida no Mineirão, com a melhor partida do SPFC no ano permite que o tricolor perca por 1 gol de diferença. Se o SPFC entrar com a mesma disposição, jogando da mesma forma (fechadinho quando se deve, atacando quando se tem a posse de bola e aproveitando as chances), o Cruzeiro será desclassificado e o SPFC terá despachado um dos favoritos ao título e permanecido na competição. E detalhe: se o Inter não tomar cuidado (pois se tomar 2 gols do Estudiantes na Argentina está fora. E aqui entre nós, isto não é tão impossível de acontecer assim…!), e o Flamengo não operar um milagre, (reverter o placar na casa da Universidade do Chile, pois La U venceu em pleno Maracanã por 3×2), o SPFC será o único clube brasileiro ainda na Libertadores após o término da rodada.

Incrível né… O time menos favorito talvez seja o único time brasileiro que permanecerá de pé na Libertadores.

Futebol é mesmo uma caixinha de surpresas… E o SPFC surpreendeu a todos com a excelente partida de quarta-feira! Basta repetir a dose nesta semana!

Thaís Cachuté Paradella, 30 anos, é sócia-torcedora do SPFC e cirurgiã-dentista em São José dos Campos.