Eliminados, subestimados… Até pode-se dizer humilhados.

Com um super elenco uma promessa que 2010 seria diferente, talvez tenha sido o ano mais sofrido para os São Paulinos.

Não chegamos nem a metade do ano e já sofremos gozações de todos os times de São Paulo, não só pela falta de titulo, mas por derrotas consecutivas diante de nossos maiores rivais e uma campanha fraca.

Agora temos, pó enquanto, uma única e nada pequena preocupação: LIBERTADORES.

Eu mesma que vinha achando um desempenho fraco do tricolor questionei atitude do time na copa libertadores depois de tudo que já passamos esse ano. Questionei se o time ainda era capaz de levantar a cabeça e trazer o título do nosso campeonato preferido.

Depois do jogo que quarta-feira as esperanças foram renovadas… Renovadas entre aspas. Vencemos, mas não convencemos ainda.

O time teve raça, mas pouca habilidade. A defesa me parecia mais forte, mais segura. Porém o ataque estava um tanto quanto disperso em campo.

Perderam várias oportunidades e tivemos grandes chances de sair com um placar bem melhor. Mas ao contrário tomamos um certo sufoco do Once Caldas.

Mas do que importa lamentar que o jogo não foi bonito, que os passes não foram uma pintura e que o ataque não agiu como esperado.

Foi uma das mais belas vitórias tricolores. Morumbi lotado, torcida cantando e vibrando… Apenas um gol? Sim, mas o mais importante veio: A vitória e a oportunidade de esfregarmos na cara de muito ‘Zé Graça’ que o imortal tricolor não se entrega fácil assim e ainda promete tirar o sono de muito rival.

Dancem, bailarinos… Aproveitem agora porque outra temporada dessa só quando talvez o cometa Harlley passar próximo a terra.

Tricolor contra tudo e contra todos e mais vivo do maior torneio da América. Isso definitivamente é para poucos.

Até a próxima!