Saudações São Paulinas
É pessoal, o ano iniciou e o nosso tricolor paulista começou logo com o pé direito. Ganhamos a Copinha!
Apesar de acreditar que a Copa São Paulo de Futebol Júnior tenha se tornado uma feira livre de jogadores, nosso São Paulo não nos decepcionou. Afinal de contas, com um campeonato que tem times com nomes bizarros, como Confiança, Olé Brasil e Primeira Camisa não recebe mmuito o meu crédito.

Muitos desses times desconhecidos são formados às pressas para serem vitrines de jogadores, fazendo com que empresários ganhem rios de dinheiro com os coitados mal informados, ou não tão coitados assim.

Mas tirando a questão ideológica, no dia 25 de janeiro, aniversário da cidade, nosso tricolor entrava em campo contra o Santos no Pacaembu. E nossos meninos correram atrás do resultado, empatando a partida e concluindo com louvor a lição de casa: marcando todos os pênaltis e o goleiro Richard defendendo todas as cobranças.
E na hora da comemoração lá estava no nosso JJ, prestigiando seus meninos. Na hora que vi a cena pela TV, pensei: que balde de água fria naqueles que questionaram as categorias de base. Bem depois de uma crise, os garotos sub-18 demonstraram que pode existir vitória após uma forte turbulência.

Não duvido que a conquista da Copinha tenha sido um tapa na cara naqueles que ameaçaram abandono de emprego ou nos que cogitaram essa possibilidade. O engraçado é que depois do dia 25, nosso atacante Oscar voltou aos treinos, sendo bem vindo pelos companheiros e pela diretoria.

O que nosso clube não pode deixar é que essa conquista passe em vão e que aproveite todas as nossas pratas da casa, como o jovem goleiro Richard. um forte candidato à vaga que nosso capitão Rogério Ceni deixará em aberto com sua aposentadoria.

Mesmo porque uma equipe forte é formada por uma base vitoriosa, e foi isso que os juniores demonstraram que são!