st1:*{behavior:url(#ieooui) }

Prezados tricolores, Nesta semana, após o fantástico jogo Náutico x SPFC, no qual o tricolor mostrou garra e força, virando o jogo com 2 jogadores a menos, a diretoria do time respondeu à atitude corinthiana de em uma festa, mostrar um vídeo em uma tentativa de ridicularizar o time do SPFC.

Ora, nada poderia ter sido mais compatível com o time do Parque São Jorge. Um time que em 2010 comemora 100 anos, não conseguiu construir seu próprio estádio. Um time que se orgulha de jogar em um estádio municipal, cujo nome é de um são-paulino fanático? Um time que esbraveja ter a maior torcida do Estado de São Paulo, a suposta segunda maior do país, não conseguiu fazer um Centro de Treinamento para seus atletas que não seja em um pasto cheio de mato, com banheiros químicos, visitado por cobras e capivaras? Um time o qual sua maior conquista é um suposto ‘mundial da FIFA’, que foi realizado uma única vez, no Brasil, o qual qualquer um que entende um pouquinho de futebol não considera um mundial verdadeiro, o qual é disputa internacional de clubes, como a que acontece anualmente com os representantes vencedores da Libertadores e da Champions League. Aliás, Libertadores, outra coisa que o time do Parque São Jorge não sabe sequer o que é chegar perto de uma final, quanto mais vencer uma.

Um time cuja diretoria já foi alvo de investigação de polícia, o qual o presidente foi expulso, só poderia em uma festa tentar aumentar seu prestígio tentando desprestigiar seu maior rival. Agora aqui entre nós, não há como comparar o time do Parque São Jorge com o SPFC. Simplesmente pois são incomparáveis! O SPFC é dono de um patrimônio que inclui estádio próprio, o qual estará na Copa do Mundo de 2014; um centro de recuperação Fisiológica e Fisioterápica (REFFIS) que é referência para o tratamento de atletas profissionais no mundo inteiro, por isso muitos atletas brasileiros que jogam na Europa vem fazer seu tratamento no REFFIS; um Centro de Treinamento, localizado na Barra Funda, que inclui hotel, campos de treinamento e mais uma série de comodidades que fazem com que os atletas possam ficar o dia inteiro no clube, treinando e se concentrando para jogos importantes. Além disso, contamos com o Centro de Formação de Atletas, localizado em Cotia, cujo objetivo é formar novas jóias do futebol.

Em termos de títulos então, bom aí que a coisa se torna mais incomparável ainda: enquanto nossos supostos amiguinhos do Parque São Jorge esbravejam o ‘ano fantástico que estão tendo’, com a volta do time à série A do Brasileirão, com a conquista de um Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, torneio este que só participam clubes que não jogam o campeonato mais importante das Américas, a Taça Libertadores, o SPFC, que nunca foi rebaixado em toda sua história, disputava obviamente a Taça Libertadores e agora se encontra na disputa de mais um título Brasileiro, o sétimo. Enquanto isso, o time do Parque São Jorge, após a derrota em pleno Pacaembu para o Atlético Paranaense, se distancia cada vez mais da possibilidade de sequer chegar entre os quatro primeiros.

‘Ah, mas o Corinthians já está garantido na Libertadores do ano que vem’… Sim, se o SPFC for hepta-campeão Brasileiro, também estará. Aliás, em termos de conquistas de Brasileiros, o SPFC é hexa-campeão, único por sinal. E seus campeonatos brasileiros não tiveram nenhum esquema de arbitragem o qual simplesmente anulou partidas, sendo contestado até hoje.

A diretoria respondeu à altura do time que representa. O Corinthians fez uma celebração com uma tentativa chula e pequena de diminuir o SPFC. Já a diretoria do tricolor respondeu com uma carta oficial, na qual mostrou educação e superioridade, características que marcam o SPFC em toda a sua história. Aliás, os nossos amiguinhos do Parque São Jorge poderiam sim mirar na competência, na organização, no respeito e na qualidade da diretoria do SPFC, para quem sabe um dia chegasse perto das conquistas que o SPFC já alcançou. Se bem, que acho difícil. Afinal, o time do Parque São Jorge mostrou esta semana porque irão comemorar tão pouco em seu centenário. O centenário do SPFC será em 2035. Até lá, quantas mais Libertadores, Mundiais e Campeonatos Brasileiros virão para o tricolor?

A diretoria do SPFC respondeu à altura do clube que representa, sem baixarias ou falta de educação. Já a diretoria do Corinthians…

Saudações Tricolores a todos!

Thaís Cachuté Paradella.
Thaís Cachuté Paradella, 29 anos, cirurgiã-dentista com consultório em São José dos Campos é são-paulina fanática desde bebê e mais nova colunista do São Paulindas.