“O grande vencedor no jogo de ontem (quarta) foi o Autuori. Na preleção antes da partida foi mostrada detalhadamente a maneira deles jogarem e, pela primeira vez, nós entramos em campo com todas as características dos jogadores. Foi a melhor preleção que eu já vi.”

Rogério Ceni na vitória por 4 a 0 sobre o Tigres/MEX, pelas quartas-de-final da Copa Libertadores 2005.

_

_

“No treinamento de reconhecimento do gramado os jogadores do São Paulo estavam nervosos e preocupados. Sabíamos do favoritismo do Liverpool. Mas a preleção do Autuori, no sábado, por volta das 23 horas (10 horas da manhã, de Brasília), a situação mudou totalmente. Depois da palestra do nosso treinador, o grupo se encheu de brios e começou a conquistar o título”

Rogério Ceni após a vitória sobre o Liverpool no mesmo ano.

_

_

“Autuori me deu uma lição que eu jamais imaginei ainda ter no futebol. Me ensinou que respeito nem sempre se ganha com gritos e broncas. Ele não dá bronca, não grita. Mas, quando fala A, o time faz A. E se faz, ganha o jogo.”

Sérgio Rocha (preparador físico do São Paulo)

_____________________________________________

“Esse negócio de motivação é conversa, meu (…) A maior motivação é o salário depositado na conta no fim do mês.”

Muricy Ramalho

__

Ultimamente, a moda dos cornetas de Muricy, é usar essas citações a fim de dizer que temos um técnico burro e desleixado.

Muito bem, quer vê isso, logo de cara pensa: Nossa, que absurdo! Ele está pouco se lixando para seus atletas!

Mas em primeiro lugar antes de ler qualquer frase de Muricy Ramalho é importante saber o significado desta palavra ou você nunca o entenderá:

A ironia é um instrumento de literatura ou de retórica que consiste em dizer o contrário daquilo que se pensa, deixando entender uma distância intencional entre aquilo que dizemos e aquilo que realmente pensamos. Na Literatura, a ironia é a arte de gozar com alguém ou de alguma coisa, com vista a obter uma reacção do leitor, ouvinte ou interlocutor.

Ela pode ser utilizada, entre outras formas, com o objetivo de denunciar, de criticar ou de censurar algo. Para tal, o locutor descreve a realidade com termos aparentemente valorizantes, mas com a finalidade de desvalorizar. A ironia convida o leitor ou o ouvinte, a ser activo durante a leitura, para refletir sobre o tema e escolher uma determinada posição.

Agora que vocês já podem encarar a forma irônica e sarcástica de Muricy Ramalho, vamos aos fatos. Primeiramente, nem toda motivação é de forma positiva.

O que seria da Tropa de Elite do BOPE se o Cap. Nascimento resolvesse tratar seus aspirantes com palestras motivacionais, brindes, frases como “Você pode, eu confio em você.” e leitinho quente na cama antes de dormir?

E o Bernardinho, o maior técnico vencedor do Volei, vocês já viram o “carinho” que ele trata seus jogadores em quadra?

É a tal da psicologia reversa, desmerecer para criar aquela raiva, aquela vontade de superar e calar a boca do seu superior, provando que ele estava errado.

O que vocês acham que acontecem com o Borges quando ele não está na reserva? Ou com o Dagoberto quando é tão criticado?

Quando Muricy Ramalho dá esse tipo de respostas para repórteres isso não significa que ele só trate seus jogadores como: “Olha aqui, se você não jogar bem…vai ver o que vai acontecer com seu salário.”

É pura ignorância dos cornetas o crucificarem por esta frase. Se não houvesse nenhum tipo de motivação jamais seriamos três vezes campeões brasileiros, ainda mais com o orgulho ferido, após as desclassificações nos Paulistas e nas Libertadores durante estes anos.

Agora vamos pensar sem hipocrisias.

É a mais pura verdade que a maior motivação é o salário no fim do mês.

Pegue você mesmo como exemplo, seu filho ou um parente seu.

Uma pessoa que acorda cedo todos os dias para ir trabalhar, pega transporte público lotado e lento, enfrenta as chatisses do chefe e por quê?

Porque ele quer e precisa daquele salário no fim do mês, então o que torna a motivação para ter que levar essa vida “ingrata” é o salário no fim do mês.

E pode ser pior, aquele que depois de um dia cansativo de trabalho, troca o descanso por uma aula na faculdade e para que isso? Porque esta pessoa está a fim de se tornar um bom profissional e ganhar mais dinheiro ainda para viver bem um dia. O mesmo acontece com um jogador de futebol, aquele que se sujeita a fazer um teste em um clube pequeno tem pretensões de fazer sua carreira e se aposentar naquele time de Várzea?

Claro que não, ele vai buscar se superar, buscar times grandes, ir para o exterior, ter carros, mulheres e principalmente DINHEIRO.

E mesmo que eles tenham o técnico mais motivador do mundo, atrase o salário deles para ver como eles não protestam e dizem que estão “sem motivação”.

Que os cornetas do Muricy e os hipócritas me desculpem, mas isso é a pura realidade.

A MAIOR MOTIVAÇÃO QUE QUALQUER PROFISSIONAL POSSA TER É O SALÁRIO NO FIM DO MÊS.

É fácil criticar o Muricy com 3 frases sobre o Autuori e apenas uma sobre ele. Mas analisá-lo desta forma ficaria muito vago e sem sentindo.

Lembre o que o Muricy também já fez pelo seu clube, mesmo com tanta teimosia e grosserias.

Podem me chamar de Muricete, gosto do Muricy! Gosto do jeitão bruto dele, jeito esse que muitas vezes mostra a sinceridade que ele tem.

Gosto do fato dele amar o São Paulo e demonstrar isso nos dias de derrotas .. empates ridículos ou até nas vitórias magras, quando aparece com aquela cara de zangado (que. Alias, é muito peculiar dele).

Porém, ODEIO o fato da insistência dele interferir em muitos aspectos que poderiam fazer dele, o melhor treinador do Brasil e, quem sabe, ter vencido pelo menos uma libertadores, por exemplo.